Welcome

Delete this widget from your Dashboard and add your own words. This is just an example!

Um velho conhecido chamado tempo.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Se você está ai sofrendo de amores, deitado no sofá pensando como seria se ...? Não tenho muito a lhe dizer, apenas lhe dou uma má noticia: Não há nada que você possa fazer para mudar algo, não há nada que possa mudar, posso lhe garantir que não lhe faltará amigos para te fazer sorrir, te levar para dar uma volta, para beber e fazer de conta que problemas não existem. Talvez, na melhor das hipóteses, possivelmente, haverá alguém que mudará teu destino, suas escolhas, seu ponto de vista, sua vida. Você o conhece muito bem, esteve com você desde o seu primeiro aniversário, seu primeiro passo, seu primeiro suspiro, seu primeiro amor. Lhe reapresento o tempo, um velho amigo seu, que nunca lhe abandonará. Fale com o tempo, converse com ele, jogue fora magoas, esqueça os problemas, fique intimo dele, pois o tempo é a nossa única companhia até o ultimo instante, o ultimo aniversário, seu último passo, eu último suspiro, seu último amor.

Recomeçando o fim.

terça-feira, 21 de junho de 2011




O tempo não só cura, mas também reconcilia.
Victor Hugo.


Acredite, o tempo não resolve nada, o tempo apenas muda a ordem das coisas, você sabe muito bem que é impossível viver só olhando pra frente. Todos nós somos formados de lembranças e sonhos, e o que nos diferencia são a maneira com que lidamos com eles. Tempo, tempo, tempo, Então aparece, mais um flashback, me faz voltar no tempo e acreditar que as coisas poderiam ter sido diferentes. Relembra dos melhores momentos, e jura que nossos erros, não passaram de simples enganos. Eu finjo que acredito, e deixo acontecer só pra saber até onde você quer chegar. Me pego no quarto, resolvendo nossas antigas incógnitas, relendo nosso velho roteiro. Essa sou eu, meus momentos mal resolvidos e meus erros sendo colocados á mesa, apenas eu relembrando, só que dessa vez, sozinha.

6 bilhões de pessoas e eu.

Uma hora a gente percebe que o mundo é grande demais pra gente se preocupar com coisas tão pequenas e insignificantes. Que a nossa vida é curta demais para que deixamos que os nossos problemas sempre pareçam os mais longos e complicados do que realmente são. Perdemos tempo demais esperando com que as coisas mudem. Agir é a reposta certa. Seja qual for a pergunta. Essa hora chegou, levante da cama e fale para o mundo que você chegou para ficar, para mostrar que não é só mais uma no meio de 6 bilhões, 797 milhões, 867 mil, 671 pessoas no mundo.

senti sua falta.

domingo, 5 de junho de 2011



Hoje senti sua falta. Como sempre sinto. Senti saudades de mim, saudades de você, saudades de nós, saudades da minha felicidade, do seu sorriso, do nosso conviver. Hoje mais do que nunca senti sua falta. Falta dos teus olhos, falta dos meus olhos nos seus. Falta do seu olhar, falta da alegria no meu olhar. Hoje senti que preciso de você, do meu lado, comigo, mais do que nunca, senti sua falta. Falta de ouvir “amor meu”, falta de ser o amor seu. Falta de ter com quem falar, falta de ter você comigo! Sinto saudades, saudades de você, saudades do seu carinho, saudades da sua certeza, saudades de você, amor meu. Senti falta de ouvir que sou o amor seu. Saudade da minha única certeza, saudade de você.

Apenas mais um fim.

sábado, 4 de junho de 2011

Minha vida flui entre erros e acertos, frases sem sentido e sem simetria, que quando se juntam, formam uma frase. Ah minhas frases, eu e a minha mania de sempre criar diálogos e frases que nunca vão ser realizadas. E o final? Meus finais são sempre clichês, sem porque, nem pra que, apenas acabam com o famoso ponto final. Fim, apenas mais um fim.

Uma história sem príncipe.



Então, você fecha os olhos e imagina que tudo pode acontecer. As lágrimas são reais, os sentimentos também. Só falta uma coisa: Ele. Um pequeno detalhe, que em ausência, não deixa a história acabar dentro de você. Uma eterna repetição, que te faz decorar e imaginar falas, cenas e gestos que nunca existiram.  Ele não esta nem aí, mas ele está lá, do outro lado da história, encarnando o papel principal dessa história sem fim , ele é o principal, o príncipe do meu conto de fadas, dentro de um filme no qual você nunca fez parte, só assistiu.

Querido coração.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

                                                   
                                                           Querido coração;
Olá, sou eu de novo, mas uma vez carregada de duvidas, sentimentos mal resolvidos. Querido coração, meu caro, há tantas coisas que ainda me tiram o sono, como é possível caber tudo aqui? As vezes fico indecisa em coisas que já sei, em duvida com coisas que já aprendi, me diz, o que fazer? Sei que está muito ocupado, sentindo as dores de outros, e tomando-as para si, mas tenho que ser sincera com você e te confessar que não estou feliz.
Não é egoísmo, não é vaidade, não é frescura, é somente aquela vontade denovo, de sentir algo novo. Olho ao redor e percebo que a cada dia, você se torna mais exigente e frio. Eu sei que você jamais concordaria com a razão, eu só queria voltar a sentir aquela sensação de leveza, aquelas borboletas no estômago e aquela falta de ar quando vê aquele sorriso, seria pedir muito?
Compreendo o medo de se machucar, sair partido em mil e um pedaços, mas estou disposta a correr esse risco com você. Acho que uma nova paixão faria bem, não só a mim, mas sim para nós.

Com Carinho, fique bem.

Tempo e suas consequências.

Permaneci ali, imóvel, com os olhos fechados sentindo o tempo passar. Acordei assustada noite passada. Tive aquele pesadelo de sempre. Você sabe exatamente como eu sou, não tive coragem de sair da cama, muito menos de ir acender a luz, o escuridão me consome. Apenas fiquei ali, com a esperança de você chegar para dizer que nada daquilo era verdade e deitar ao meu lado, eu envolvida em seus braços, sussurando coisas engraçadas no seu ouvido. Sinto sua falta, faça tudo que eu nunca deixei você fazer. Mas volta logo, volta pra mim.