Welcome

Delete this widget from your Dashboard and add your own words. This is just an example!

Morte e suas cicatrizes.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011


Não adianta eu fingir que estou bem porque eu não estou, não adianta eu ficar com esse sorriso pra cima e pra baixo que uma hora ele cansa, não adianta eu esconder, que a cada dia que passa, esse vazio vai aumentando e a dor vai se instalando. De uma forma, estamos destinados a perder a quem amamos, eles simplesmente vão embora, de uma maneira cruel e dolorosa. Eu te tinha nos braços, e você partiu, abriu tuas asas e foi embora, para um lugar bem longe daqui. Ei, vem me buscar, me levar para teus braços confortáveis, seus beijos calmantes, seu sorriso lindo. Porque é tão difícil? Ter que acordar com um enorme vazio no peito, e ir dormir com o mesmo? É tão estranho ter de lidar com tudo isso, ter de explicar um dor inexplicável. Não existe consolo, não existe justificativa, e a dor nunca vai acabar, mas de algum jeito, aprendemos á ser fortes, lidar com os problemas, com um sorriso no rosto. Eu sabia, sempre soube, bem no fundo do coração, que perdê-lo seria a pior de todas as perdas, e foi. Você se foi, e levou o meu coração junto, não gosto de despedidas, não consigo dizer “adeus”, por isso ainda te tenho aqui, no único lugar que ainda te posso ter, no meu coração. 
Para um querido amigo,
do fundo do coração.

Dor no peito.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011


Ela: Alô.
Ele: O que aconteceu?
Ela: Não diz nada, só me ouve, pelo menos uma vez na vida. Eu sinto muito a sua falta! Está sendo um castigo olhar dentro dos teus olhos e vê-los vazios, sem brilho, olha-los e ver que não é a mim que eles estão olhando. Eu sei que já está tarde, não digo do horário, apenas é tarde demais. A esta hora você provavelmente está me achando uma idiota, querendo desligar o telefone, virar para o lado e dormir. É que, é importante, para mim é! Mas é que eu fui a janela, sentei sobre a cama e pensei em você, como nós costumávamos ser, o que eramos quando estavamos juntos. Sinto sua falta, como nunca senti a falta de ninguém. Essa sou eu, te ligando á uma e meia da manha, vestindo seu moletom favorito, ouvindo sua musica favorita e lembrando de você, apenas eu em um dos meus momentos em que dói o meu peito de saudades tuas, esperando que eu te encontre acordando, pensando em mim. 
Ele: Eu penso em você a cada respiração que dou. Eu te amo pequena, não se preocupe, durma bem!